A eletricidade sem fio

Compartilhe:

A origem da eletricidade sem fio advém de horas de estudos e tentativas mal sucedidas do icônico cientista Nikola Tesla, pai dessa tecnologia inovadora, que teve a Inglaterra como berço. Patrocinado por grandes figuras de Wall Street, como JP Morgan, Tesla teve o projeto de conduzir energia elétrica sem fio até Londres.


Nikola Tesla foi um inventor nos campos da engenharia mecânica e eletrotécnica, de etnia sérvia no território da atual Croácia. Era súdito do Império Austríaco por nascimento e mais tarde tornou-se um cidadão estadunidense. Tesla é muitas vezes descrito como um importante cientista e inventor da modernidade, um homem que “espalhou luz sobre a face da Terra”. É mais conhecido pelas suas muitas contribuições revolucionárias no campo do electromagnetismo no fim do século XIX e início do século XX. As patentes de Tesla e o seu trabalho teórico formam as bases dos modernos sistemas de potência elétrica em corrente alternada (AC), incluindo os sistemas polifásicos de distribuição de energia e o motor AC, com os quais ajudou na introdução da Segunda Revolução Industrial.


Conduzir ondas eletromagnéticas sem a utilização de fios não é uma missão fácil, e não é resultado de anos de pesquisa, mas sim, de décadas. O avanço dos últimos anos, com os celulares, é o primeiro passo para, por exemplo, realizar a transmissão de internet, por meio de lasers, no espaço da Terra, e que se iniciou com a invenção do telegrama, no século XIX. A utilização da telegrafia usa da transmissão de ondas de rádio, algo tecnologicamente inovador para a época. Isso fez com que a comunicação entre seres humanos se realizasse a longas distâncias.

Tão poderosa quanto a eletricidade transmitida por fios elétricos, a experiência desenvolvida por pesquisadores do MIT (Massachusetts Institute of Technology) teve publicação na revista científica Science, resultando na tentativa de sucesso ao ascender uma lâmpada de 60W, situada há 2 metros de distância. A energia elétrica, sem o uso de fiação, é transmitida por campos magnéticos, que variam em alta frequência entre 100 mil a 10 milhões de vezes por segundo. Funciona com uma bobina que funciona como fonte de energia e outra que recebe a energia propagada. O tamanho dessas bobinas interfere no alcance desse campo magnético.

Os estudos de Nikola Tesla foram deixados para trás, onde os cientistas especialistas da WiTricity afirmam haver um método diferente do aplicado por Tesla. Pesquisas realizadas nos últimos anos prometem trazer essa tecnologia sem fio para o uso cotidiano de todas as pessoas, no dia-a-dia. O resultado seria em equipamentos como notebooks e até mesmo carros movidos a energia elétrica.

As próximas gerações serão privilegiadas com a facilidade de não necessitar plugar equipamentos na tomada para carregar seus smartphones, notebooks, ter acesso a internet, utilizar um veículo automotor ou, simplesmente, bater a massa de um bolo na batedeira. A transmissão por campos magnéticos, na história, envolve grande cientistas como Albet Eistein e Heirinch Hertz (criador da unidade internacional, utilizada na frequência de ondas de rádio). Inovações tecnológicas advém de novas pesquisas com essa ciência, que facilita muito as ações cotidianas.


Valores especiais para empresas.


Conheça nossos Cursos

CLIQUE AQUI

Entre em contato conosco pelo chat, pelo telefone (0800 606 5963) ou WhattsApp (41 9 9585 3034).

Nosso e-mail para contato é o topeletrica@topeletrica.com.br

SEGURANÇA EM PRIMEIRO LUGAR


#topeletrica

#nr10

#nr10sep

#nr10basico

#nronline


Bibliografia

https://gizmodo.uol.com.br/como-comecou-essa-historia-de-transmitir-informacoes-sem-fio/

http://www.oarquivo.com.br/variedades/ciencia-e-tecnologia/2462-transmissao-de-eletricidade-sem-fios.html

https://www.centraldalapa.com/pagina/eletricidade-sem-fio-mudara-nossas-vidas/

Compartilhe: