Eletricidade e “Faça você Mesmo”, não combinam !

Compartilhe:

A publicação em nossa página na rede social Facebook, referente à campanha australiana “DIY=DIE” (faça Você Mesmo = Morrer) (https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=1001889969997904&id=203049296548646) é relacionada a uma mensagem simples, mas que explica a realidade em que convivemos. Essa referência tem relação com a falta de preparo e qualificação de pessoas e a intervenção em circuitos elétricos, com maior periculosidade envolvendo água e eletricidade.

DIY = Do It Yourself, que significa “Faça Você Mesmo”
DIE = Morrer

A campanha em questão, lançada em Shepparton (Austrália) pelo ministro de Energia e Recursos, Lily D’Ambrosio, alerta para o trabalho em circuitos energizados, que devem ser realizados apenas por pessoas capacitadas para a função e com conhecimentos necessários para socorrer em caso de acidentes.

Também, essa publicidade relatou o caso de um homem de 21 anos e outro de 75, que tentavam consertar bombas, mas que morreram devido à combinação fatal de água, eletricidade e falta de conhecimento específico.

A atividade pode ser pequena, de rápida resolução, mas se for desempenhada por pessoas sem a capacidade e conhecimento necessários, pode levar a um acidente fatal. Às vezes por questão financeira também, mas a vida não pode ser deixada de lado apenas por esses fatores.

Se não conhece do risco envolvido na atividade, NÃO Faça, contrate um profissional qualificado. Mas não se esqueça, sempre exija o comprovação da qualificação técnica da pessoa ou empresa a ser contratada, os mesmos além de conhecimento na área devem possuir Curso de NR10 – Segurança em Eletricidade, obrigatório em todo território nacional.

Evite problemas, proteja sua vida, sua saúde e de seus familiares.


Conheça nossos Cursos

CLIQUE AQUI

Entre em contato conosco pelo chat, pelo telefone (0800 606 5963) ou WhattsApp (41 9 9585 3034).

Nosso e-mail para contato é o topeletrica@topeletrica.com.br

SEGURANÇA EM PRIMEIRO LUGAR.


#topeletrica

#NãoFaçaVocêMesmo

#prevençãoacidentes

#Eletricidade

Compartilhe: